Brasil

[Brasil][bsummary]

Ciência e Tecnologia

[Ciência e Tecnologia][list]

anuncie



Mais estudantes podem ter questões anuladas, diz MEC

O Ministério da Educação (MEC) informou ontem que pode ampliar a quantidade de estudantes com questões anuladas no último Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), caso um inquérito da Polícia Federal aponte que vazamento já constatado no Ceará tenha sido mais amplo do que o apurado até agora.

A previsão é que o inquérito da polícia seja concluído já nos próximos dias.

Por enquanto, foram anuladas 14 questões para 639 alunos do Colégio Christus, de Fortaleza (CE). Esses estudantes tiveram contato com essas questões semanas antes do exame nacional, durante um simulado.

Segundo a Polícia Federal, um professor da instituição copiou dois cadernos de prova quando o ministério aplicou um pré-teste para alunos do colégio há um ano.

O pré-teste é a aplicação, em caráter experimental, de uma prova a estudantes de determinados colégios para avaliar se questões elaboradas para o Enem podem compor o banco de reserva do exame.

O Ministério Público Federal do Ceará afirma que o vazamento de questões não beneficiou apenas os 639 alunos do último ano do ensino médio do Colégio Christus.

Segundo o órgão, o MEC tinha a informação de que as questões suspeitas foram transmitidas também para alunos do cursinho pré-vestibular e para um outro colégio da mesma rede.

Só do pré-vestibular do Christus, outros 300 alunos podem ter sido beneficiados, fiz o Ministério Público.

O procurador Oscar Costa Filho, que investiga o vazamento na esfera cível, afirmou à que o Inep --órgão ligado ao MEC responsável pelo Enem-- encaminhou à Polícia Federal um ofício no dia 10 de novembro questionando se outros alunos da mesma rede do colégio de Fortaleza tiveram acesso às questões que vazaram.

De acordo com o Ministério Público, a resposta à pergunta foi afirmativa.

Costa Filho é o autor da ação que pediu a anulação da prova do Enem em todo o país, mas que foi derrubada pela Justiça Federal.


Anteriormente, o MEC havia dito que as informações da Polícia Federal mostravam haver indícios de que outros estudantes tiveram acesso às questões, mas que não havia ainda provas. (da agência Folhapress)

O quê

ENTENDA A NOTÍCIAAs questões do Enem 2011 que foram divulgadas em material do colégio Christus, dias antes da prova, estavam no pré-teste aplicado na escola em outubro de 2010. A informação foi confirmada pelo Ministério da Educação (MEC).Segundo o Ministério, nem os alunos nem a escola sabiam que o pré-teste era para o Enem.


Fonte: O Povo
Raimundo Moura

Radialista formado, blogueiro, graduando em serviço social e Conselheiro Tutelar, atualmente apresento o Programa Alerta Geral Vale do Curu pela 91.9 de Pentecoste e colaboro com o Jornal Integração da Atitude FM de Itapajé.

Comente
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook

Nenhum comentário :



Entretenimento

[Entretenimento][grids]

Saúde

[Saúde][bsummary]

Negócios

[Negócios][twocolumns]

Esportes

[Esportes][threecolumns]