Brasil

[Brasil][bsummary]

Ciência e Tecnologia

[Ciência e Tecnologia][list]

anuncie



Deputada Bethrose destaca 10 anos do Porto do Pecém

 
A deputada estadual Bethrose (PRP) destacou na Assembléia Legislativa do Ceará, na manhã do dia 20 de março, os 10 anos do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). O empreendimento foi inaugurado em 28 de março de 2002, pelo então governador Tasso Jereissati. 

“O Porto aumentou o desenvolvimento do Estado, notadamente do município de São Gonçalo do Amarante e do distrito do Pecém, cuja população se sente orgulhosa por abrigar tão importante obra”, disse.

Conforme a deputada, o investimento inicial para construção do Porto foi de cerca de R$ 400 milhões. “O equipamento havia sido pensado para a imediata instalação de uma siderúrgica e uma refinaria, mas naquele momento não foi possível". O “forte” ficou sendo mesmo a movimentação de carga, que cresce a cada ano.

“Em 2003, por exemplo, o Porto movimentou 331 mil toneladas. Já em 2011, o montante foi de 3,4 milhões de toneladas”, informou. Segundo ela, se comparado 2011 com 2010, o faturamento do Porto também aumentou 17%.

Conforme Bethrose, um dos maiores atrativos do Pecém é a localização geográfica estratégica. “Entre os portos brasileiros, é o mais próximo dos Estados Unidos e da Europa”, frisou. Ela lembrou que o empreendimento tem uma profundidade natural superior a 17 metros, o que viabiliza a atracação de navios de grande porte, reduzindo o custo de manutenção da unidade.  

Em 10 anos de existência, de acordo com a deputada, o equipamento se consolidou como a maior obra do Estado. “É dele que saem 70% das nossas exportações”, pontuou, frisando que o Ceará exportava para 60 países antes da construção do CIPP. “Hoje, exportamos para 104 países, aumentando o leque de mercado dos produtos cearenses”, pontuou.

A parlamentar encerrou convidando os jovens para aproveitarem as oportunidades de capacitação e empregos. “Conclamo aos jovens que procurem se informar a respeito destas novas possibilidades e se candidatem às vagas para capacitação, pois o Ceará precisa estar à frente nesta questão, para que as empresas não recorram a outros estados para buscar a mão de obra, e para que a maior parte da riqueza gerada no complexo fique de fato no Estado”. 



Por Karlos Emanuel Soares
Raimundo Moura

Radialista formado, blogueiro, graduando em serviço social e Conselheiro Tutelar, atualmente apresento o Programa Alerta Geral Vale do Curu pela 91.9 de Pentecoste e colaboro com o Jornal Integração da Atitude FM de Itapajé.

Comente
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook

Nenhum comentário :



Entretenimento

[Entretenimento][grids]

Saúde

[Saúde][bsummary]

Negócios

[Negócios][twocolumns]

Esportes

[Esportes][threecolumns]