Brasil

[Brasil][bsummary]

Ciência e Tecnologia

[Ciência e Tecnologia][list]

anuncie



Deputada Bethrose debate violência sexual infantil em Iguatu


O Seminário da Campanha “Quem Cala, Consente – Violência Sexual Contra Criança e Adolescente é Crime” mobilizou a população de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará, na manhã desta quinta-feira (12/04). O evento contou com a participação de cerca de 400 estudantes dos 14 municípios ligados às coordenadorias regionais de desenvolvimento da educação (Credes) 16, em Iguatu, e 17, em Icó.

A presidente da Comissão da Infância e Adolescência da Assembleia, deputada Bethrose (PRP), abriu o debate e defendeu uma “mobilização permanente de sociedade cearense contra a violência sexual que atinge as crianças”. Ela falou sobre a campanha, que já realizou seminários em 15 municípios sedes de Credes, e tem como meta formar multiplicadores desta luta.

A deputada enfatizou que a melhor forma de combater a violência sexual é criar ações de prevenção, informação e a participação das escolas e famílias. Ela falou também de fatores físicos e psicológicos que permitem a identificação de crianças e adolescentes, como doenças sexualmente transmissíveis (DST’s), mudanças de comportamento e de humor, tristeza, baixa da auto-estima e queda brusca no rendimento escolar.

A escritora Helena Damasceno fez palestra sobre o tema e destacou a importância da denúncia e do atendimento multidisciplinar a adolescentes e crianças, vítimas de violência sexual. Ela também falou sobre a identificação de crianças vítimas de abuso, onde denunciar, e as sequelas das vítimas de violência sexual.

A secretária de educação de Iguatu, Benildes Uchoa, defendeu o fortalecimento dos órgãos de proteção à criança. Ela afirmou que todas as escolas do município têm comissões contra maus tratos, e que os casos de abuso sexual são raros. Ressaltou que a falta de informação e o medo de denunciar ainda esconde muitos casos.

O promotor de Iguatu, Aureliano Rebouças, elogiou a iniciativa da Assembleia e ressaltou que o combate à violência sexual tem que ser feito de forma permanente, e não em ações pontuais. “Esse trabalho tem que priorizar a conscientização da sociedade”, disse Rebouças.

O coordenador da Crede 16, em Iguatu, Antônio Roberto Araújo, destacou o papel dos educadores na prevenção do abuso sexual.  “Professores e diretores precisam ver os alunos não mais como massa. É importante ter atenção e cuidado individual, acompanhar se o aluno está faltando e qual a razão das faltas para identificar vítimas e denunciar”, assinalou Araújo.

Ao final do seminário, foram criados grupos de trabalho de escolas participantes de vários municípios ligados às Credes 16, em Iguatu, e 17, em Icó, para elaboração de um plano de ações de combate à violência sexual em sua comunidade.

Também participaram do debate os delegados de Lavras da Mangabeira, Arlete Oliveira, e de Acopiara, Marciliano Ribeiro, vereadores, secretários, estudantes, educadores, conselheiros tutelares e autoridades da Região. Nesta sexta-feira (13/04) haverá um seminário no município de Senador Pompeu.

 
Cordialmente,

Por Karlos Emanuel Soares
Jornalista Profissiona
Raimundo Moura

Radialista formado, blogueiro, graduando em serviço social e Conselheiro Tutelar, atualmente apresento o Programa Alerta Geral Vale do Curu pela 91.9 de Pentecoste e colaboro com o Jornal Integração da Atitude FM de Itapajé.

Comente
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook

Nenhum comentário :



Entretenimento

[Entretenimento][grids]

Saúde

[Saúde][bsummary]

Negócios

[Negócios][twocolumns]

Esportes

[Esportes][threecolumns]