Brasil

[Brasil][bsummary]

Ciência e Tecnologia

[Ciência e Tecnologia][list]

anuncie



Grupo espanhol vai contratar 270 funcionários para trabalhar em fábrica de louças sanitárias no Pecém

Os espanhóis compraram, em leilão, por R$ 120 milhões, a fábrica da Eternit, que entrou em recuperação judicial. Em fevereiro, começará a contratar 270 funcionários, que produzirão também para a exportação.

Informa o grupo espanhol Roca, que comprou no ano passado, por R$ 102 milhões, a fábrica de louças sanitárias da Eternit, que entrou em recuperação judicial em 2018:

No próximo mês de fevereiro, começará a contratar os 270 funcionários que operarão a indústria, devendo ter prioridade os que já trabalhavam na unidade.

A previsão da Roca é que a planta, paralisada desde abril de 2020, entre em operação gradativamente a partir de maio deste ano, com previsão de estar em plena capacidade em fevereiro de 2022.

A fábrica, com capacidade de produção de 1,4 milhão de peças por ano, será dedicada à fabricação de louças sanitárias das marcas do Grupo, assim como à exportação da marca Roca para a América Central e do Norte.

As instalações, construídas em 2016, são consideradas uma das mais modernas do segmento e nelas o grupo implantará seu programa de sustentabilidade EcoRoca, baseado na redução de emissões, economia de energia e reavaliação de resíduos.

O CEO do Grupo Roca, Albert Magrans, destaca que a operação aumenta o compromisso da empresa com o Brasil e o continente americano.

“Esta aquisição fortalece nosso crescimento no Brasil, um dos nossos mercados mais importantes e com alta demanda por produtos para a sala de banho, ao mesmo tempo em que reforça nossa liderança mundial no segmento de louça sanitária”, afirma ele.

O Grupo Roca renova sua aposta no Brasil, onde já dispõe de outras onze fábricas e 4.170 colaboradores.

Com presença comercial em 170 países, o Grupo Roca vê o Brasil como um dos seus mercados mais relevantes, sendo líder na produção e comercialização de louças sanitárias.

Além disso, a unidade industrial está localizada em uma região estratégica para o Grupo, próxima ao Porto de Pecém e em uma das áreas de maior crescimento econômico nacional. Isso ajudará a empresa a reforçar sua posição no Norte e Nordeste do país por meio de uma maior oferta produtiva e, consequentemente, na melhoria do nível de serviço ao mercado.

O ativo compreende uma planta industrial (edifícios e máquinas) de 37 mil m², bem como o terreno onde está situado, com uma área de 122 mil m².

A Companhia Sulamericana de Cerâmica (CSC), do Grupo Eternit, até então proprietária da fábrica e dedicada à produção de louças sanitárias, entrou em recuperação judicial em 2018.

O Grupo Roca foi o vencedor do leilão para a compra da fábrica após apresentar a maior oferta e receber aprovação das autoridades judiciárias e do Conselho Administrativo de Economia da Defesa (CADE).

O Grupo Roca dedica-se à concepção, produção e comercialização de produtos para banheiros, bem como de pisos e revestimentos cerâmicos para arquitetura, construção e decoração de interiores. Opera em 170 países com 84 fábricas e uma equipe de 24.000 profissionais. Em 2019, registou um volume de negócios de 1,86 bilhão de euros.

O grupo familiar espanhol é líder de mercado na Europa, América Latina, Índia e Rússia. Além disso, tem forte presença na China e no restante da Ásia, Oriente Médio, Austrália e África. Graças a isso, é líder mundial em sua atividade.

Fonte: Diário do Nordeste 
Raimundo Moura

Radialista formado, blogueiro, graduando em serviço social e Conselheiro Tutelar, atualmente apresento o Programa Alerta Geral Vale do Curu pela 91.9 de Pentecoste e colaboro com o Jornal Integração da Atitude FM de Itapajé.

Comente
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook

Nenhum comentário :



Entretenimento

[Entretenimento][grids]

Saúde

[Saúde][bsummary]

Negócios

[Negócios][twocolumns]

Esportes

[Esportes][threecolumns]